sábado, 20 de março de 2010

quarta-feira, 17 de março de 2010

Sonho


Deixo-me levar pela
profundidade do sono,
que me transporta até Ti.
Aí estás Tu!
Simples e irreconhecível!
O teu olhar penetra o coração,
fere-o
aperta-o
e ele contrai-se,
esmagado no peito.
Tu
tomas-me nos teus braços,
fortes, quentes, ternos
e
Amas-me,
aos olhos de todos,
mas muito mais,
no silêncio
do meu quarto.
Segredas-me,
gritando ao ouvido, o teu amor por mim.
Uma paz
tranquiliza
as minhas vísceras.
A minha mente
esvazia-se de tudo
e
Ficas só Tu!

"Amo-te mais do que apenas mais um dia"


Que sentimento tão grande
que me preenche
o vazio de Ti.
A minha ausência
Aumenta a Tua presença,
incontornável no pensamento,
insondável no coração.
Onde estás Tu?!
Que invisível,
sondas o coração do homem;
Na tempestade,
sinal da Vossa omnipotência,
perco-me com a força do vosso vento impetuoso;
No abismo,
onde me tento
esconder,
no silêncio
absorto
Vos presenciais com eterna presença
e
gritais,
chamando
pelo meu nome.

terça-feira, 16 de março de 2010

Fazes-me falta


Fazes-me falta,
mesmo não estando juntos uma única vez,
Quando me aproximo de Ti
Esvais-Te como água entre as mãos;

O Teu Rosto,
nunca contemplado,
é busca constante no meu projecto de vida;

Fazes-me falta,
A saudade sonda o coração
com tal frieza,
que incendeia o lume feroz
que me queima,
e consome.

Fazes-me falta,
quando no silêncio,
procuro por Ti
e apenas me encontro
a mim!

sexta-feira, 12 de março de 2010


De olhos baixos, procuro dentro de mim
algo que me faça voltar!
Para onde? Porquê?
Voltar a viver a angústia seca, de não me poder encontrar?
De não te puder ter nos braços e amar-te?
A tua presença transtorna o meu ser...
Em tão pouco tempo colocaste a tua presença no meu coração,
onde a frieza é clara, quando penso em ti, sem te puder ter.
Quem és Tu?
Que agarrando a minha alma
a tiraste do meu corpo, onde colocaste a tua própria imagem!?
Quem és Tu?
Que longe de mim, te fazes bem perto, inundando todo o meu ser!?
Quem és tu?
Cuja presença é tão forte, que me faz esquece do mundo
e te tornas a eternidade para mim!?
Quem és Tu?
Que mais pareces o meu "eu",
porque deixei que mo roubasses,
para que pudesse ser só teu.
Quem és tu? Quem sou eu, agora?

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Uma Carta a uma amiga em Missão...




Querida Teresa
Paz e Bem


Sabes que não tens que agradecer... estou aqui para isso, dispõe sempre que precisares. (acho que não precisava de dizer isto);
Na verdade, tens razão quando dizes que o missionário é aquele que se entrega a 100%, mas a entrega a 100% é uma entrega da vida tal e qual como ela é, isto quero eu dizer, que é uma entrega da vida na sua totalidade, com ou sem disponibilidade, com alguma preguiça, com algumas duvidas. com saudades, com fraquezas. Digo-te... ficava mais preocupado se me dissesses que estavas muito feliz por estares a dedicar a tua vida a 100% a essa causa... significava que tudo o resto á tua volta teria desaparecido... essas crianças merecem conhecer-te e receber-te tal e qual como és... a pessoa que és, que sente saudades daqueles que deixou em Portugal, e que mais tarde terá saudades delas quando esta parte da missão acabar... sim, porque a missão não é só o presente, a ajuda física que dispões agora, mas será para o resto da tua vida, em que ficarás responsável por rezares por essas crianças. Sabes... o colégio, não investiu numa maquina, que se abstrai do mundo e que resolve tudo em momentos instantâneos.... O colégio investiu na Teresa, que eu conheci, que se dá, de uma forma extrordinária aos outros, mas dá-se enquanto pessoa, limitada. o colégio não enviou para Quelimane o Super-Homem, ou a Super-Mulher... e sabes porquê? porque não existem... a Super-Mulher que se pretende enviar és Tu, enquanto pessoa..., a super-mulher que eu conheci, em quem eu confio, e em quem eu me orgulho...
Se foste enviada para aí, para seres sinal de Cristo, que como cristã, também é essa a tua missão, então sê como Cristo, o Homem, por excelência, que mesmo sendo Deus, morreu na cruz... Ele que sendo puro, se fez pecado... Ele que sendo glorioso, majestoso, se fez humilde, nascendo num presépio, aquecido entre animais...

Tens razão quando dizes que é preciso ter capacidade emocional e psíquica para aguentar isso... sabes onde se ganha??? de joelhos, sentada, deitada, como quiseres, a rezar, diante do Santíssimo, se tiveres aí reserva Eucarística, se não tiveres, diante do nada, e do tudo... diante da luz, ou da escuridão... no mundo, ou sozinha no teu quarto.... e se for preciso chorar, então chora... que dessas lágrimas que caem á terra, nasceram flores, que mais tarde hás-de colher... "A ida vão a chorar, levando as sementes, á volta vêm a cantar trazendo os molhos de espigas"....
Lembra-te que não foste para aí para salvares o mundo... não queiras ser egoísta e fazer tudo de uma vez só... esse é um trabalho para se ir fazendo... Aquele que tinha poder par o fazer não o fez de uma vez... deixou para nós fazermos devagar... porque " Aquele que te criou sem ti, não te pode salvar sem ti"...
tem calma... e sê tu... a Teresa que Deus criou, e que ao mundo quer revelar, como mensageira de uma Boa Nova... a Teresa que a tua mãe, e toda a tua família, com o , amam... a Teresa que eu conheci e de quem tanto gosto e me orgulho...

Beijo Grande

In Corde Christi

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Vinde Espírito de Deus...



  • Vem Espírito de Deus, vem sê nossa luz,

Espírito de fogo, vem, sê nossa força.


  • Vem, ó dom do Pai, sê nossa luz;

Faz jorrar em nós, Teu esplendor de glória.


  • Vinde Pai dos pobres, na dor e aflições;

Vinde encher de gozo, nossos corações.


  • Benfeitor supremo, em cada momento,

Habitando em nós, sois o nosso alento.


  • Descanso na luta, na paz encanto,

No calor sois brisa, conforto no pranto.


  • Luz de Santidade, que no céu ardeis;

Abrasai as almas, dos vossos fieis.


  • Sem a Vossa força, e favor clemente;

Nada há no homem, que seja inocente.


  • Lavai nossas manchas, a aridez regai;

Sarai os enfermos, e a todos salvai.


  • Abrandai durezas, para os caminhantes;

Animai os tristes, guiai os errantes.